Fale conosco

  • Facebook - Black Circle
  • YouTube - Black Circle

Novas oficinas do Programa Jovens Transformadores em Ribeirão Preto

May 14, 2018

Realizados quinzenalmente desde o início de março, os encontros tiveram como foco a cidadania e a participação política

 

O Instituto Terroá deu início a uma nova etapa das oficinas do Programa Jovens Transformadores (PJT) no município de Ribeirão Preto, São Paulo, em parceria com a Associação Pró-Esporte e Cultura (APEC), dentro do seu programa “Bom de Nota, Bom de Dança”. As atividades, que ocorrem desde o dia 2 de março na Escola Municipal de Ensino Fundamental Professor José Rodini Luiz, contam com o financiamento da empresa de assessoria FG/A e são voltadas, principalmente, aos alunos do 5º ao 7º ano. Ao longo dos encontros, o diretor institucional do Terroá e facilitador das oficinas Daniel Bellissimo aborda temas relacionados à cidadania, à política e ao convívio em sociedade, incentivando os alunos a refletirem sobre os desafios atuais e a proporem soluções para o futuro.

 

 

Os quatro encontros realizados desde o início das atividades já envolveram mais de 30 alunos em atividades pedagógicas e recreativas cujos principais objetivos têm sido trabalhar o fortalecimento de valores humanos e promover a cidadania e a participação consciente na vida em sociedade. Divididas em quatro turmas por encontro, nos turnos da manhã e da tarde, as crianças discutem problemas trazidos pelo facilitador, compartilham impressões e dúvidas e propõem, elas próprias, alternativas para resolvê-los. Além disso, exercitam a coordenação motora e a memória e desenvolvem competências socioemocionais como o trabalho em equipe, a concentração e a tolerância.

 

O tema de uma das atividades do primeiro encontro foi o preconceito e a discriminação: questionados sobre o que é ser “normal”, os alunos expressaram, com desenhos, a sua visão sobre a diversidade e a necessidade de se respeitarem as diferenças de gênero, raça, etnia, orientação sexual ou aparência física. Em outra atividade a discussão se deu em torno dos direitos e deveres das crianças e adolescentes. Os alunos organizaram, então, uma mini-conferência, levantando propostas de melhorias na garantia dos seus direitos e na realização dos seus deveres.

 

 

Além disso, alguns temas que, geralmente, são vistos como exclusividade dos adultos ganharam a atenção da criançada ao longo das oficinas. Foi assim, por exemplo, quando a atividade proposta voltou-se para a aplicação do orçamento público na gestão municipal, na qual os alunos atuaram como “prefeitos por um dia”. Em outra atividade, realizada no terceiro encontro, o tema foram as diferentes funções dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário.

 

 

Em breve, o Programa Jovens Transformadores terá uma próxima etapa voltada ao empreendedorismo social e à sustentabilidade. Para saber mais sobre o PJT, confira os relatos sobre as edições passadas do programa na página do Terroá.

Please reload